Rede de Juristas Populares realiza curso de educação ambiental com o IBAMA

08.04.2005

A Rede de Juristas Populares e o Ibama assinaram em abril o Termo de Cooperação Técnica, para a realização de um curso de Educação Ambiental direcionado aos Juristas Populares. O curso terá a duração de 180 horas, será ministrado pela equipe de educação do IBAMA e coordenado pela Rede.

Após a realização do Encontro Estadual de Avaliação e Planejamento, ocorrido em dezembro de 2004, foi detectada a demanda dos juristas de trabalharem com educação ambiental. “A idéia de realização do curso surgiu da necessidade dos juristas educarem as comunidades onde atuam para um tratamento mais humanizado com a natureza e seus recursos” declara Verônica Rodrigues, que acompanha a rede pela Fundação Margarida Maria Alves.

Os critérios de seleção dos juristas que vão participar do curso ainda não foram definidos. Será realizado um levantamento nos núcleos de João Pessoa, Bayeux, Santa Rita e Cruz de Espírito Santo, município situado a 41 km da capital, para a escolha dos possíveis participantes.

A realização deste curso faz parte das atividades do projeto Juristas Populares Cuidando do Meio Ambiente. A Rede se constituiu em 2003, inicialmente com três núcleos e com a proposta de articular os juristas formados pelo Curso de Juristas Populares realizado anualmente pela Fundação Margarida Maria Alves. Financiada pelo projeto Misereor, conta com uma comissão articuladora formada por Sandra Linhares, Francisca de Souza, Elionaldo Barbosa, Luiz Carlos Gonzaga, Antonio Siqueira e Maria do Socorro Miranda.