Cerca de 500 alunos participam da Via Sacra do Meio Ambiente, em Tibiri, Santa Rita

15.05.2007

Pelo menos 500 estudantes participaram na tarde desta terça-feira, dia 15, da Via Sacra do Meio Ambiente, realizada pelo Núcleo Santa Rita de Juristas Populares, a Fundação Margarida Maria Alves e cinco escolas do bairro em defesa da implantação de ima política pública de defesa do meio ambiente no município. O evento arrastou os participantes para uma caminhada que durou cerca de duas horas e passou por todas as escolas participantes e pelas principais ruas do bairro, chamando a atenção de quem passava pela rua ou estava em casa. Com muita empolgação, cada escola apresentou um tema relacionado ao meio ambiente, envolvendo não apenas os professores, mas também os alunos.

A concentração começou às 15 horas em frente ao Cenec, onde o grupo de teatro Cenec em Cena apresentou uma peça falando sobre a importância da coleta seletiva, que também foi acompanhada pelos alunos da primeira fase do ensino fundamental, que, por serem pequenos, não participaram da caminhada. De lá, os alunos seguiram para a Escola Maria de Lourdes, que tratou do tema do desmatamento.

Na terceira parada, na Escola Machado de Assis, os alunos receberam a Via Sacra com um jogral sobre a extração de areia e argila dos rios, apresentando também uma paródia e cartazes sobre o tema. Os alunos da Escola Carlos Chagas participaram de todo o trajeto com suas maquetes que mostravam o destino do lixo. Quatro alunas da Escola Odilon Ribeiro cantaram um rap que falava sobre o problema da poluição sonora, tema da responsabilidade da escola. E na Escola Luiz de Azevedo, por conta da morte de uma aluna, vítima de erro médico, a apresentação sobre saúde pública não pôde ser feita como o programado, mas os alunos apresentaram cartazes e houve discursos em defesa de um sistema de atendimento mais humano e eficaz.

Ao final da Via Sacra, no fim da tarde, os alunos ocuparam uma parte da Praça Pública de Tibiri, onde apresentaram todo o material que foi exposto ao longo da caminhada, além das faixas e o frei Francisco, defensor do meio ambiente, conversou com os alunos sobre a importância deles se preocuparam com este assunto, já que disse depende seu futuro. E a professora Márcia, do Cenec, apresentou um diálogo entre uma praça e seu usuário, uma tentativa de sensibilizar seus alunos sobre a importância das áreas verdes nos bairros.

Animados com o resultado da Via Sacra, os Juristas Populares agora preparam o Encontro Municipal de Juristas Populares de Santa Rita, que este ano terá como tema o Meio Ambiente e pretende repetir a experiência da parceria com as escolas. O evento acontece no dia 10 de junho, no Centro Pastoral de Tibiri e será aberto à comunidade.