Estudante alemã chega à Fundação para fazer estágio voluntário

15.08.2007

Uma mãozinha voluntária atravessou o mar e está se reunindo à equipe da Fundação Margarida Maria Alves esta semana: Sonia Heyer, de 23 anos, uma estudante de Ciências Sociais alemã, que a partir desta sexta-feira passa a cumprir uma programação de estágio na entidade. Ela deve ficar no país durante um semestre para cursar algumas disciplinas de seu curso na Universidade Federal da Paraíba, aprender a língua portuguesa e conhecer o trabalho da Fundação.

De acordo com o responsável pelo programa que trouxe Sonia e mais sete meninas alemãs ao Brasil, o professor de sociologia Stephan Sandkötter, a proposta é promover um intercâmbio entre alunos brasileiros e alemães, através de um convênio entre a UFPB e a Universidade de Vechta, na Alemanha. O programa existe desde 2005 e esta já a terceira turma de alemães que vem ao Brasil.

Além da Fundação, outras organizações também estão recebendo as alunas, que vão estagiar na Cunhã, Casa Pequeno Davi, Orfanato Dom Ulrico e em uma escola no bairro do Cristo. Todas elas já eram conhecidas de Stephan, que fez contatos durante o período em que trabalhou como professor visitante na UFPB, entre 1998 e 2003. “Juntei todas as informações que tinha a respeito das entidades, apresentei às meninas e elas escolheram onde gostariam de estagiar”, conta.

Stephan vai fazer uma apresentação desta experiência na próxima terça-feira, dia 21, no auditório do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes do Campus I, em duas sessões, às 11h e às 19h.