Curso de Juristas Populares abre 30 novas vagas

07.02.2008

A Fundação Margarida Maria Alves está abrindo inscrições para a seleção dos interessados em participar da versão 2008 do Curso de Formação de Juristas Populares, promovido pela entidade com o apoio da entidade inglesa Cafod. Os interessados podem procurar a Fundação a partir do próximo dia 13 para preencher o formulário e as aulas estão previstas para começar no início de março. O prazo para inscrição segue até o dia 26 e este ano a Fundação está oferecendo 30 vagas para o curso.

O resultado da seleção será divulgado no próximo dia 29 no site da entidade. Podem participar do curso pessoas ligadas a movimentos sociais em geral, desde que o grupo esteja organizado, tenha reuniões regulares e uma coordenação constituída, mas não é necessário ter CNPJ. A entidade precisa apresentar pelo menos dois candidatos às vagas e os interessados precisam ter disponibilidade para assistir às aulas, que acontecem nos fins de semana, uma ou duas vezes por mês.

Esta é a nona edição do Curso de Formação de Juristas Populares, que capacita as lideranças comunitárias a atuarem como multiplicadoras do direito nas suas áreas de luta. O projeto é realizado em oito módulos e cinco oficinas, distribuídas ao longo do ano. Depois de formado, o Jurista Popular está apto a fazer os principais encaminhamentos no meio jurídico, mesmo não podendo atuar como advogado, além de orientar os cidadãos para os órgãos competentes para resolverem seus problemas judiciais e extra-judiciais.

Os interessados devem comparecer à sede da Fundação, na Rua Irineu Joffily, 185, Centro, próximo ao Hospital Santa Paula, para preencher o formulário e mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3221-3014, de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h.