Ministério Público aprova contas da Fundação

20.02.2008

O Ministério Público aprovou as contas dos anos entre 2003 e 2006 da Fundação Margarida Maria Alves, de acordo com relatório encaminhado à entidade pela Curadoria das Fundações. As detalhadas prestações de contas, apresentadas ao órgão desde 2006, foram consideradas como “sinais indicativos de um bom gerenciamento” pelo curador Alexandre Jorge da Nóbrega. Para ele, a Fundação “vem, gradativamente, melhorando a administração de seus recursos, havendo harmonia entre as atividades desenvolvidas e o previsto no estatuto”.

Além de avaliar a questão financeira e o uso dos recursos doados à entidade, o curador também avaliou relatórios de atividades e os resultados que vêm sendo alcançados com o trabalho desenvolvido, cumprindo o que determina seu estatuto. Como destaca o documento, os recursos recebidos de entidades internacionais e nacionais estão sendo devidamente aplicados em projetos sociais de formação jurídico popular.

“Através destes trabalhos, a Fundação vem contribuindo para que mais pessoas acessem a justiça, retomem os estudos, denunciem as violações dos seus direitos e lutem por melhorias para suas comunidades”, conclui o laudo pericial das contas, citado no relatório do curador.

Para a coordenadora administrativa da Fundação, Maria das Graças Duarte, o relatório vem coroar o trabalho sério que a entidade tem, a duras penas, realizado na defesa dos direitos humanos na Paraíba. “Principalmente quando o que mais se fala hoje é a falta de credibilidade de outras entidades do terceiro setor, é uma satisfação ver nossos relatórios aprovados pelo Ministério Público, que é o órgão competente para fiscalizar este tipo de atividade”, comemora. As contas de 2007 devem ser encaminhadas até o fim deste semestre para passar pela mesma avaliação.