Ministério Público aprova contas de 2007

01.12.2008

O Ministério Público aprovou as contas do ano de 2007 da Fundação Margarida Maria Alves, de acordo com relatório encaminhado no último dia 28 de novembro à entidade pela Curadoria das Fundações. As detalhadas prestações de contas foram analisadas pela perícia contábil do órgão, que considerou que “a entidade está sendo administrada de forma satisfatória”. “O nível de organização é excelente e seus gestores realizam as reuniões administrativas de acordo com o que determina a legislação”, destaca o laudo pericial.

O documento também elogia a atuação da equipe da Fundação ao citar que “os prestadores de serviço à disposição da entidade desempenham suas atividades de forma clara e precisa, visto que a transparência e a prestação de contas à sociedade é um fator importante para a entidade”. Além disso, a perícia observou que a Fundação tem atendido à finalidade para a qual foi criada.

A partir do laudo pericial, o Curador das Fundações, Alexandre Jorge emitiu o Atestado de Regular Funcionamento para a Fundação, já que em fevereiro deste ano ele havia aprovado as contas referentes ao período entre os anos de 2003 e 2006. No documento anterior, o curador já havia avaliado que, “através destes trabalhos, a Fundação vem contribuindo para que mais pessoas acessem a justiça, retomem os estudos, denunciem as violações dos seus direitos e lutem por melhorias para suas comunidades”.

Para a coordenadora administrativa da Fundação, Maria das Graças Duarte, o relatório vem coroar o trabalho sério que a entidade tem, a duras penas, realizado na defesa dos direitos humanos na Paraíba. “Principalmente quando o que mais se fala hoje é a falta de credibilidade de outras entidades do terceiro setor, é uma satisfação ver nossos relatórios aprovados pelo Ministério Público, que é o órgão competente para fiscalizar este tipo de atividade”, comemora.