Salve Margarida

09.05.2016

Sou Alex Gabriel da terra de Margarida Maria Alves, Alagoa Grande. Escrevi este poema como homenagem a ela, a guerreira. Confiram.

Salve Margarida

(Alex Gabriel)

Em meio as idas e vindas no canavial,
o fogo a madrugada cobria e
muitos rostos cobertos por cinzas
de mãos encalombadas e bucho vazio no silêncio sofriam.
Ouvia-se apenas os assobios e as maquinas a vapor
de uma terra de grandes contrastes
onde o ouro foi branco e preta era a fome.
Mas em voz de esperança uma guerreira não cansava de repetir
que a luta havia apenas de começar.
Estampidos por muitas léguas foram teus gritos para nos guiar,
até que uma triste notícia em lagrimas escorria pela lagoa.
De que morrestes em luta mais não em vão.
Hoje incontáveis são as essências de teu esforço
e reconhecida és nessa imensidão.

Alex Gabriel Marques dos Santos é professor e poeta nas horas vagas. Licenciado em Biologia Pela Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA; Licenciado em Pedagogia pela Faculdade de Ciências de Wenceslau Braz – FACIBRA e Tecnólogo em Gestão de Comercio Pelo Instituto Federal da Paraíba – IFPB.

E-mail de contato: alexgabrielmarques@gmail.com