Conselho Estadual de Direitos Humanos da Paraíba elege nova diretoria

14.03.2017

Aconteceu nesta segunda-feira, 13, reunião do Conselho Estadual de Direitos Humanos da Paraíba (CEDH/PB) para definição de sua nova diretoria, que terá vigência de dois anos.  Este ano o Conselho comemora 25 anos de existência, tendo sido o primeiro Conselho do tipo criado no Brasil.

Buscando reafirmar o compromisso com as lutas femininas, foi decidido pelos presentes na reunião que a nova Diretoria seria formada por mulheres na Presidência e Vice-Presidência, ficando assim os nomes escolhidos por unanimidade:

Presidenta: Guiany Campos Coutinho

Vice-Presidenta: Izabella Chaves

Primeira Secretaria: Patrícia Oliveira

Segundo Secretário: Pe. Xavier

Tesoureiro: Renan Palmeira

Outro ponto discutido na reunião foi à formação das Comissões Permanentes do Conselho, sendo decidido pela titularidade das entidades para essa formação. Apesar de não se ter membros suficientes para fechar a composição das comissões, ficou acordado a indicação de algumas Representações:

I – Comissão de Prevenção à Violência e Construção de uma Cultura de Paz: Movimento Lilás, Secretária de Segurança e Defesa Social e Pastoral Carcerária

II – Comissão de Cidadania: Fundação Margarida Maria Alves

III – Comissão de Direitos Econômicos e Sociais:Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano e Ministério Público Federal

IV – Comissão de Acompanhamento dos Estabelecimentos Prisionais e Socioeducativos do Estado: Centro de Direitos Humanos Dom Oscar Romero, Assembléia Legislativa, Pastoral Carcerária e Defensoria Pública da União

V – Comissão de Comunicação Social: Assembléia Legislativa e Ministério Público Federal.

VI – Comissão Estadual de Combate a Tortura: Representante da Pastoral Carcerária (Pe. João Bosco Francisco Nascimento) e Representante do Centro de Direitos Humanos Dom Oscar Romero (Saverio Paolillo).

Ficou acordado que na próxima reunião do Conselho se fecharia a composição das Comissões e que cada entidade membro obrigatoriamente ocuparia pelo menos uma das Comissões.

Izabella Chaves, representante da Fundação Margarida Maria Alves e escolhida Vice-Presidente do Conselho, destacou que a Fundação entrou com uma proposta de implantação de maior diálogo com a educação em direitos humanos. “Vamos lançar em breve edital para seleção de estágio sem remuneração para o CEDH, bem como já estamos na Coordenação da Comissão de Cidadania do Conselho, área na qual a Fundação tem experiência e pretende colaborar”, explicou.

Ela ressaltou ainda que a partir das próxima semana a nova Diretoria irá visitar as entidades que faltaram a reunião a fim de uma sensibilização da necessidade de indicação de membros para o Conselho.