Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social tem inscrições abertas

12.03.2019

O Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social, considerado um dos principais do terceiro setor no país, chegou a sua décima edição. O anúncio foi feito em cerimônia de lançamento realizada em Brasília no último dia 25.  As inscrições da premiação estarão abertas até o próximo 21 de abril. Podem participar entidades sem fins lucrativos, como instituições de ensino e de pesquisa, fundações, cooperativas, organizações da sociedade civil e órgãos governamentais de direito público ou privado, legalmente constituídas no Brasil ou nos demais países da América Latina e do Caribe.

Nesta edição, o prêmio terá quatro categorias nacionais: “Cidades Sustentáveis e/ou Inovação Digital”; “Educação”; “Geração de Renda” e “Meio Ambiente”.  O primeiro, o segundo e o terceiro lugar de cada uma das categorias será premiado com R$ 50 mil, 30 mil e 20 mil respectivamente. Todas as instituições finalistas receberão um troféu e um vídeo retratando sua iniciativa. Além disso, as tecnologias sociais que promovem a igualdade de gênero e o protagonismo e empoderamento da juventude receberão um bônus de 5% na pontuação total obtida na classificação.

Assim como na edição anterior do prêmio, em 2017, também está prevista a categoria “Internacional”, destinada a iniciativas da América Latina e do Caribe, onde serão identificadas tecnologias sociais que possam ser reaplicadas no Brasil e que constituam efetivas soluções para questões relativas a “Cidades Sustentáveis e/ou Inovação Digital”; “Educação”, “Geração de Renda” e “Meio Ambiente.” Da mesma forma, nessa categoria, as instituições finalistas receberão um troféu e um vídeo retratando sua iniciativa.

As novidades desta edição são as  três premiações especiais: “Mulheres na Agroecologia”, a qual visa identificar tecnologias sociais que promovam o protagonismo feminino na gestão da produção agroecológica; “Gestão Comunitária e Algodão Agroecológico”, destinada a detectar tecnologias sociais de modelos de gestão/governança de organizações e comunidades na produção do algodão agroecológico; e “Primeira Infância”, a qual busca apontar tecnologias sociais promotoras de ações que abordem as dimensões do desenvolvimento infantil (linguagem, cognição, motricidade e socioafetividade), o fortalecimento de vínculos familiares e o exercício da parentalidade.  Nessas premiações especiais, também serão classificadas três finalistas, com as mesmas regras das categorias nacionais. As vencedoras serão conhecidas na premiação, prevista para outubro. Todas as categorias são relacionadas aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Na edição deste ano, o concurso conta com a parceria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Instituto C&A, Ativos S/A e BB Tecnologia e Serviços, além da cooperação da Unesco no Brasil e apoio da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Ministério da Cidadania e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

Para o presidente da Fundação BB, Asclepius Soares (Pepe), o prêmio se consolida em sua décima edição como referência nacional em tecnologia social. “Nosso banco de tecnologias contempla várias áreas. É uma plataforma que reúne inovações, e as tecnologias sociais representam isto: uma efetiva  transformação social na vida das pessoas”, diz.

Chefe do departamento de Gestão Pública de Municípios e Inclusão Produtiva do BNDES, Daniela Arantes destacou a parceria com a Fundação BB, que completa dez anos em 2019. “Neste período, já investimos R$ 500 milhões em recursos não reembolsáveis e alcançamos 270 mil beneficiados. Os números são expressivos e nos enchem de orgulho com histórias de tecnologias sociais que mudam vidas. Essa parceria é um sucesso”, avaliou.

Assessora de Desenvolvimento Territorial do PNUD, Ieva Lazareviciute reforçou a importância de se concentrarem todas as iniciativas do Brasil e, agora, da América Latina em um único banco de dados. “O que mais escutamos são gestores públicos perguntando onde encontrar projetos que já estão dando certo. Agora, com essa plataforma, serão mais de mil práticas inseridas num único local para consultas e reaplicações”, disse.  Lazareviciute também reforçou a internacionalização do prêmio. “Essa iniciativa de inserir outros países não está alcançando apenas a América Latina e o Caribe, que eram o foco principal, mas também, outro dia, recebi um contato lá da Lituânia, de onde eu sou, de uma pessoa pedindo para traduzir determinadas tecnologias sociais dessa plataforma para a Lituânia. Então, assim, está alcançando não só América Latina e Caribe, como também o norte da Europa”, considerou.

Encontro de Tecnologia Social

Como parte da programação do prêmio, a Fundação BB realizará um Encontro de Tecnologia Social com representantes das experiências finalistas, em Brasília, um dia antes da noite de premiação. O evento contará com a presença de especialistas no tema. Entidades de tecnologias certificadas, integrantes do Banco de Tecnologias Sociais (BTS), também serão convidados. O objetivo do encontro é debater o tema da tecnologia social como instrumento do desenvolvimento sustentável.

Para serem certificadas, as iniciativas precisam ser reconhecidas como soluções capazes de causar impacto positivo e efetivo na vida das pessoas, sistematizadas, já implementadas e passíveis de serem reaplicadas.

Todas as metodologias certificadas passam a integrar o Banco de Tecnologias Sociais (BTS) da Fundação BB, que hoje conta com 986 iniciativas. O BTS é uma base de dados online, que reúne metodologias reconhecidas por promoverem a resolução de problemas comuns às diversas comunidades brasileiras. No acervo, as experiências podem ser consultadas por tema, cidade, estado ou país, entre outros parâmetros de pesquisa. O conteúdo está disponível também nas versões em francês, inglês e espanhol e pode ser consultado no celular, pelos sistemas operacionais iOS e Android, por meio do aplicativo BTS.

As inscrições para a décima edição do Prêmio Fundação BB de Tecnologia Social podem ser feitas no site www.fbb.org.br/premio

Os resultados de cada etapa do Prêmio serão divulgados no site da Fundação BB.

Fonte: http://www.br.undp.org