Nota de Solidariedade

06.11.2020

A Fundação de Direitos Humanos Margarida Maria Alves, solidariza-se com a comunidade da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) pelo ato de autoritarismo do governo federal na nomeação do último colocado nas eleições para Reitor dessa importante instituição.

É estarrecedor que um participante da consulta para presidir a comunidade universitária, tendo sido reprovado na referida consulta, ficando em último lugar, não obtendo nenhum voto dos conselhos superiores da UFPB, tendo composto a lista tríplice apenas por força judicial, se ache em condições de administrar os destinos da Universidade que rejeitou seu nome e suas propostas.

Essa situação demonstra mais uma vez os procedimentos antidemocráticos que grupos conservadores têm tentado impor nas diversas esferas de administração do nosso país, desrespeitando a autonomia universitária e o devido processo eleitoral.

Nos posicionamos contra essa nomeação autoritária que demonstra quanto o candidato a reitoria não possui apreço pela história e importância da Universidade Federal da Paraíba para toda a sociedade paraibana.

Reitora eleita, Reitora empossada!

Não aceitamos intervenção na UFPB!

João Pessoa, 06 de novembro de 2020

Alexandre Guedes
Presidento