Campanha ‘Margarida na Memória’

A Fundação de Defesa dos Direitos Humanos Margarida Maria Alves lança a Campanha ‘Margarida na Memória’ para lembrar os 30 anos do assassinato da líder camponesa Margarida Maria Alves, ocorrido no dia 12 de agosto de 1983.

Mais de 35 documentos (entre atas, petições e recortes de jornal) do nosso acervo particular, relacionados ao caso, estão disponíveis para acesso público na tentativa de fortalecer a memória brasileira e instigar pesquisadores, alunos, trabalhadores e a sociedade, em geral, para a lembrança da luta de Margarida.

A Fundação acredita que o acesso à verdade e à justiça acontece por meio da educação, da informação e da liberdade de comunicação. Nossa atitude é pioneira e pretende, ainda, despertar a colaboração de entidades sociais públicas ou particulares que também possuam documentos para formar um banco de dados nacional sobre o caso Margarida Maria Alves.