Conselho Estadual de Direitos Humanos suspende atividades

13.05.2005

Por falta de uma sede própria e de estrutura mínima de funcionamento, o Conselho Estadual de Defesa dos Diretos do Homem e do Cidadão decidiu suspender suas reuniões por tempo indeterminado. A decisão foi aceita por unanimidade em reunião com os conselheiros, pertencentes a dez entidades governamentais e da sociedade civil do estado, realizada na última segunda-feira, dia 9.

Com a suspensão, também foi adiado por tempo indeterminado o Encontro Estadual de Educação e Direitos Humanos, que estava previsto para acontecer no próximo dia 3 de junho. Esse evento é obrigatório para a liberação de recursos federais, provenientes do Ministério da Justiça.

Desde agosto do ano passado, o conselho vem pedindo ao Governo do Estado o apoio para a definição de uma nova sede para receber todo o seu acervo. Ele inclui documentos do Dops, muitos deles que foram considerados secretos, e contam a história dos anos de ditadura militar, sob a ótica da Paraíba. Sem local adequado para serem guardados, a papelada corre o risco de sofrer danos irreparáveis. Até agora, no entanto, nada foi feito, no entanto.

Atualmente, a sede oficial é no Hotel Tropicana, alugada pelo estado para receber diversas entidades, mas que está em péssimas condições de estrutura. Desde a posse da atual direção, em agosto de ano passado, as reuniões mensais estavam acontecendo nas sedes das entidades. Além disso, sob a justificativa de que não está recebendo o aluguel já há alguns meses, mês passado o proprietário arrombou a porta de algumas salas, inclusive do Conselho.