Juristas cobram reativação da Secretaria de Meio Ambiente de Bayeux

09.07.2007

A reativação da extinta Secretaria de Meio Ambiente de Bayeux foi uma das principais reivindicações feitas pelos Juristas Populares no último domingo, dia 8, durante o Encontro Municipal de Juristas Populares de Bayeux. O pedido é um dos caminhos apontados para a solução de uma série de problemas observados pelos 50 participantes, entre Juristas, professores, estudantes e líderes comunitários da cidade, que apontaram a falta de educação ambiental como um dos mais urgentes.

De acordo com a técnica da Fundação Candida Moreira Magalhães, um dos encaminhamentos foi a necessidade de fazer um trabalho junto às famílias. “Observamos que o carro de lixo passa três vezes na semana, mas as pessoas colocam o lixo na calçada em qualquer dia e isso demonstra a falta de consciência ambiental da população”, avalia.

Além disso, a Mata do Xenxen, um parque estadual com 183 hectares e apenas dois guardas florestais para dar conta de toda a área, também precisa de atenção especial. Muita gente tira madeira para construção de casas e para servir como lenha de dentro da mata, o que acelera ainda mais o ritmo da degradação. Um dos problemas diagnosticados é o avanço do conjunto habitacional Antônio Mariz, construído às margens da mata.

Outras questões como o aterramento e o lançamento dos esgotos no mangue também estão sendo incluídos em um documento que será encaminhado para a prefeitura municipal, cobrando medidas que venham solucionar todos estes problemas. O próximo Encontro Municipal de Juristas Populares será o de João Pessoa, que acontece neste sábado, dia 14, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e vai ter como tema a defesa e recuperação dos rios e mananciais.