Ciranda de Direitos da Fundação chega à Guarabira nesta sexta (2)

01.08.2013

Após beneficiar mais de mil pessoas em três anos, a Ciranda de Direitos da Fundação Margarida Maria Alves será realizada pela primeira vez, nesta sexta-feira (2), na cidade de Guarabira e espera atender mais de 500 pessoas.

A Ciranda de Direitos tem a proposta de levar o Direito à população, principalmente através do Aconselhamento Jurídico, serviço prestado pelos (as) alunos (as) do Curso de Formação de Juristas Populares e supervisionado por advogados (as) parceiros (as) da Fundação. Desde o ano de sua criação, mais de 100 pessoas já tiraram dúvidas sobre questões de Direito de Família, Previdenciário e Penal, por exemplo, e foram encaminhadas para os respectivos órgãos legais.

Nesta edição de Guarabira, a população poderá retirar documentos como Carteira de Identidade, de trabalho e CPF, e participar de oficinas de princípios básicos em primeiros socorros e educação ambiental, com a produção do Sabão Ecológico, feito com óleo de cozinha usado. Os (as) presentes também poderão usufruir de serviços de manicure e cabeleireiro, tudo de graça, além de assistir à apresentações culturais.

Em parceria com o Serviço de Educação Popular (Sedup), a Fundação está à frente da segunda turma de Juristas Populares formados (as) na cidade, no projeto realizado com a Fundação Interamericana (IAF) desde 2011.

A segunda turma de Juristas Populares de Guarabira tem 20 alunos (as), procedentes de cidades como Cuitegí, Pilões, Duas Estradas e Pirpirituba, e fazem parte de associações culturais, políticas e religiosas. O pertencimento à iniciativa social é pré-requisito para participar do curso, que já está em sua 13ª turma em João Pessoa, projeto pioneiro de educação Jurídico-Popular da Fundação Margarida Maria Alves.

A Ciranda de Direitos de Guarabira acontece na Escola Estadual João Francelino da Silva, em frente à Igreja Católica, no bairro Mutirão, das 9h às 16h.