Fundação Margarida Maria Alves é selecionada para segunda etapa do Prêmio Innovare 2016

29.06.2016

Da esquerda para direita: Marcina Pessoa, coordenadora de Projetos; Rafael Cavalcanti, Consultor do Prêmio Innovare e Izabella Chaves, Coordenadora do Curso de Formação de Juristas Populares

Nesta última terça-feira, 28 de junho, a Fundação de Defesa dos Direitos Humanos Margarida Maria Alves recebeu a visita de Rafael Cavalcanti, Consultor do Prêmio Innovare, para uma entrevista sobre os projetos que a entidade realiza e seu histórico. O encontro faz parte da segunda etapa da seleção do Prêmio Innovare 2016 e tem como pretensão coletar dados para os jurados analisarem junto aos outros candidatos desse ano. Segundo Rafael, A Fundação foi a única entidade da sociedade civil na região Nordeste selecionada para a segunda etapa do Prêmio.

O objetivo do Prêmio Innovare é identificar, premiar e disseminar práticas inovadoras. A novidade nesta edição é que o tema foi livre para concorrer nas categorias Tribunal, Juiz, Ministério Público, Defensoria Pública, Advocacia e Justiça e Cidadania – nesta última categoria o Prêmio recebeu práticas da sociedade civil que, através da Justiça, contribuem para o fomento da cidadania brasileira.

Para cada edição anual os interessados em concorrer preenchem um formulário eletrônico e apresentam suas práticas inovadoras e com resultados comprovados. As práticas recebidas e de acordo com o regulamento do Prêmio são visitadas por consultores especializados e posteriormente analisadas e julgadas pelos membros da Comissão Julgadora. A cerimônia de Premiação ocorre em dezembro e conta com a participação das maiores autoridades brasileiras.

Mais informações podem ser adquiridas pelo site: www.premioinnovare.com.br