Parada Internacional das Mulheres coloca em pauta a reforma da Previdência

13.03.2017

Aconteceu na última quarta-feira, 08, a Parada Internacional das Mulheres em João Pessoa com Ato Público contra a Reforma da Previdência Social proposta pelo Governo Federal. O movimento contou com mais de 60 organizações e coletivos feministas locais e não teve até o momento número total de participantes divulgado pela Polícia Militar e nem pelos organizadores.

O Ato iniciou-se pela manhã no Ponto de Cém Reis e percorreu as principais ruas do Centro da cidade, terminando na sede do Incra. O foco das reivindicações foram os direitos iguais e a não violência contra as mulheres, tendo parada em frente a sede da Previdência para discursos em protesto a reforma previdenciária em curso e ocupação do local.

A Fundação Margarida Maria Alves esteve presente com sua equipe e também Cursistas Populares formados por seu Curso de Formação de Juristas Populares como Rosa Maria, Raquel Limeira, Severino dos Santos e Francisco Gabriel. Levando faixa e cartazes de protesto, os participantes seguiram da concentração ao Parque Solon de Lucena e, por fim, a Praça dos Três Poderes.

Marcelo Soares, assessor de comunicação da Fundação, ressalta a importância do ato. “Nossa entidade não poderia deixar de participar dessa Parada tanto por levar o nome de uma sindicalista e militante tão atuante e importante como é Margarida Maria Alves como por todos acreditarmos nas lutas femininas que ainda, infelizmente, são grandes nos tempos de hoje”.

Izabella Chaves, advogada e Coordenadora do Curso de Formação de Juristas Populares, destaca a importância de uma movimentação constante: “Mais do que celebrar o dia internacional das mulheres, precisamos ir às ruas, mostrar nossa força, nossa disposição para a luta por respeito, igualdade, contra o machismo, o preconceito e pela pluralidade das mulheres. Não é só em um dia, numa Parada,  é preciso lutar sempre”.

Na Paraíba as cidades de Araçagi, Piancó, Pombal, Patos, Guarabira, Cajazeiras e Alagoa Nova também organizaram atividades no dia. No país, ao menos 16 Estados e o Distrito Federal tiveram protestos.

Confira algumas imagens do evento

Com informações do Portal G1