Curso de Juristas recebe oficina de redação

23.05.2007

O uso da escrita no cotidiano das entidades será o tema da oficina deste sábado, dia 26, no Curso de Formação de Juristas Populares, promovido pela Fundação Margarida Maria Alves, em João Pessoa, com o apoio da Secretaria Especial de Educação em Direitos Humanos/Unesco. A programação pretende dar aos cursistas as condições de elaborarem um documento oficial da instituição onde eles atuam, como uma ata ou ofício. Além disso, a proposta é fazer com que os participantes percam o medo de se comunicar através do meio escrito.

Esta é a segunda vez que a oficina de redação é promovida dentro do curso e a idéia surgiu a partir da observação de que os Juristas Populares, mesmo depois de formados, tinham muita dificuldade para se comunicar através de documentos, apesar de, na fala, demonstrarem ter domínio dos assuntos em questão. Com a oportunidade, eles começam a perder o medo e descobrem que escrever é mais simples do que se imagina.

Quem vai facilitar a oficina é a assessora de comunicação da Fundação, a jornalista Aline Oliveira, que atua há quatro anos como repórter no Jornal da Paraíba e lida com a comunicação escrita no seu dia a dia. “A primeira coisa é perder o medo e entender que escrever bem só exige que a gente organize as idéias, estando acessível a qualquer um”, garante. A oficina acontece na sala Mary Josephine, na sede da Fundação, a partir das 8h30.