Mulheres da Comunidade Unida visitam Horta Comunitária hoje (21), em São Miguel de Itaipú

21.10.2010

A última etapa do projeto “Educação para a Saúde e o Meio Ambiente”, a construção de uma horta comunitária, vai de vento em popa. As mulheres da Comunidade Unida, beneficiárias do projeto, visitarão, hoje, em companhia do técnico responsável pela ação, Gustavo Leite Castello Branco, um exemplo de horta comunitária que deu certo, em São Miguel de Itaipú, a 41 km de João Pessoa.

A iniciativa veio do propietário da Buon Gelatto, Hênio Régis Alves, que começou sua carreira com uma micro-empresa, como a que o projeto quer formar com as mulheres da comunidade, com a fabricação da sabão ecológico. Entusiasta do trabalho social, por intermédio do assentamento Antônio Conselheiro, mantido pela Paróquia Anglicana de Santo Estevão, começou a trabalhar para melhorar a vida dos agricultores, que não tinham noções de aproveitamento da terra, e enfrentavam problemas com o alcoolismo. A ideia inicial era produzir frutas para a fabricação de sorvetes, e os agricultores foram capacitados para manter a qualidade dessa matéria prima.

Mas, na prática, a produção de frutas se mostrou muito demorada, e foi pensada a criação de uma horta, com o auxilio de um agrônomo, que os orientou. Hoje, a produção tem uma marca, chamada Santo Estevão, em homenagem à paróquia.

Para o técnico responsável pelo projeto, Gustavo Leite Castello Branco, quem convidou Hênio para contribuir com o projeto, essa troca de experiências será muito proveitosa para a Comunidade Unida, principalmente por este ser um exemplo de sucesso.

A visita acontecerá durante toda a tarde de hoje (21).