Fundação e parceiros lançam campanha que disponibiliza documentos sobre o caso Margarida Maria Alves de forma virtual

26.08.2013

Na próxima quarta-feira (28), a Fundação de Defesa dos Direitos Humanos Margarida Maria Alves lança a Campanha ‘Margarida na Memória’ para lembrar os 30 anos do assassinato da líder camponesa Margarida Maria Alves.

Estão disponibilizados, no site da entidade, mais de 35 documentos (entre atas, petições e recortes de jornal) do acervo particular da Fundação, todos relacionados ao caso. De acordo com a coordenadora de projetos da instituição, Marcina Pessoa, esta é uma tentativa de fortalecer a memória brasileira e instigar pesquisadores, alunos, trabalhadores e a sociedade, em geral, para a lembrança da luta de Margarida.

Com a constante requisição desses documentos por parte da sociedade, a Fundação resolveu digitalizar esse material para que ele se torne acessível para todo o público, mediante apenas o acesso ao nosso site, neste link.

“Acreditamos que o acesso à verdade e à justiça acontece por meio da educação, da informação e da liberdade de comunicação. Nossa atitude é pioneira e pretende, ainda, despertar a colaboração de entidades sociais públicas ou particulares que também possuam documentos para formar um banco de dados nacional sobre o caso Margarida Maria Alves”, completa Marcina.

O lançamento da campanha acontecerá no auditório da OAB, no Centro de João Pessoa, a partir das 18h, e tem a parceria da Secretaria Especial de Políticas Públicas para as Mulheres (SEPPM) e da Comissão de Direitos Humanos da OAB. Será composta uma mesa de debate sobre o caso do assassinato de Margarida, com a presença de representantes da Comissão de Direitos Humanos da OAB e da SEPPM. Também teremos falas do advogado Antônio Barbosa, que acompanhou o julgamento do principal acusado do assassinato de Margarida.

Serviço:

Lançamento da Campanha ‘Margarida na Memória’

Data: 28/08/2013

Local: Auditório da OAB – Rua Rodrigues de Aquino, nº 37, Centro de João Pessoa

Horário: a partir das 18h.